domingo, 20 de novembro de 2016

A vida em poesia!

Confesso que a primeira vez que vi Bráulio Bessa foi no Encontro com Fátima Bernardes, por intermédio da minha mãe, que adorou o garotinho que declamava as poesias do escritor.
Me encantei tanto com a forma de escrita de Bráulio que não podia deixar de compartilhar com vocês.

Vamos hoje falar então sobre gentileza:



Gentileza não é obrigação / não é regra, não é ordem, não é lei / gentileza é essência, disso eu sei / é semente que se planta em qualquer chão / e do nada nasce um pé de gratidão / irrigado pelas águas da igualdade / bate um vento e voam folhas de bondade / num instante se espalha em todo canto / gentileza não é cara e vale tanto / ser gentil é ser rico de verdade / é ser rico de alegria e bom humor / é falar “com licença”, “obrigado" / é dizer um “bom dia" até calado / num olhar ou num gesto de amor /
é pedir sem esquecer um “por favor” / é ser justo, bondoso, solidário / é ser forte, é ser revolucionário / construindo um mundo diferente / gentileza é um pedaço de Deus dentro da gente / ajudando a mudar esse cenário / já dizia o poeta em seu letreiro / gentileza só gera gentileza / o meu verso também tem a firmeza / do amor mais puro e verdadeiro / não carece de ouro nem dinheiro / pra ser bom com quem tá necessitando / não importa se alguém tá observando / seja homem, menino ou mulher /
cada um é o que é e você é / os seus gestos sem ninguém tá lhe olhando.


Gentileza de verdade foi a dele, de compartilhar versos tão lindos com a gente! s2

4 comentários:

  1. Ain, que lindo! Amei! Nossa, preciso comentar. Ameei o jeito de ler as postagens aqui no seu blog! Super criativo! Bjos Blog Marinspira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Mari!!! Volte mais vezes!!!
      Bjosss

      Excluir